5 dicas para gravar violão no seu Home Studio

Tempo de leitura: 2 minutos

5-2Bdicas-2Bpara-2Bgravar-2Bviol-25C3-25A3o-2Bno-2Bseu-2BHome-2BStudio-300x169

Confira aqui 5 dicas para gravar violão no seu Home Studio que podem mudar o seu som para melhor.

As vezes existem coisas tão simples de se fazer na hora de gravar um instrumento, que acabamos nos esquecendo delas, foi por isso que listamos aqui 5 dicas que vão te ajudar a gravar o violão e ter uma qualidade de áudio ótima.

Dica 1: não gravar em linha e nem usar Direct Box

Para gravar um violão, o mais indicado é fazer isso usando um microfone condensador e não gravá-lo em linha (plugando o cabo p10 na interface), pois você consegue um som melhor se fizer a gravação acústica. Logo, também não é preciso usar uma Direct Box para gravar um violão em Home Studio.

Dica 2: posição do violão

Existem diversas formas de gravar um violão em Home Studio, sendo que cada uma te possibilita obter um timbre diferente: mais encorpado, mais brilhante, etc.

Deixe o microfone a cerca de 5 a 8 polegadas de distância do violão. Se quiser um som mais encorpado, posicione o microfone mais para a boca do violão (veja imagem abaixo):

gravar-2Bviol-25C3-25A3o-2Bem-2BHome-2BStudio-300x141

Se deseja um som mais brilhante, então posicione o microfone mais para o braço, mais precisamente em direção a 12ª casa do instrumento (veja imagem abaixo):

3-2Bdicas-2Bpara-2Bgravar-2Bviol-25C3-25A3o-2Bem-2BHome-2BStudio-300x217

Dica 3: gravar em mono

Aqui uma regra na hora de gravar não apenas o violão, mas qualquer instrumento como guitarra, baixo, etc.: gravar em mono e não em estéreo. Você vai entender o motivo disso na dica que vem a seguir.

Dica 4: fazer o estéreo com dois violões

Mais uma regrinha excelente para gravar violão em Home Studio e que é feita pelos grandes estúdios de gravação: gravar dois violões. Por que? Porque você precisa enviar um para a esquerda e outro para a direita quando for fazer a mixagem, criando, assim, o estéreo na sua música.

E antes que você queira duplicar o mesmo violão e enviá-lo para um dos lados, saiba que isso não vale, pois o estéreo não será criado, mas você apenas dará mais intensidade (volume) para o violão.

A técnica de gravar o violão duas vezes não é nenhum segredo, é que, como não é possível fazer uma gravação semelhante a outra (já que não somos robôs), a primeira fica diferente da segunda e é isso que faz o estéreo ser criado.

Dica 5: cuidado com variações!

Seja para gravar violão, bateria, guitarra ou que instrumento for, é importante que o instrumentista mantenha a consistência, evitando variações na intensidade com a qual toca, isso é muito importante para que o som soe claro e limpo na gravação e evita que se tenham problemas com a dinâmica na hora de fazer a edição e a mixagem.

Fique atualizado quanto as novas postagens do blog!